.mais sobre mim

.O meu contacto...

kita19@gmail.com

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Pegadas recentes

. O "artista" Guillermo Var...

. Troll - 4 patas perdido

. Cão perdido!

. Lojinha Virtual - outra f...

. Scooby doente

. III - Cão

. II - Golfinho

. I - Pinguim

. Cães perigosos?

. Olhar

.Pegadas antigas

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.Amigos...

.Contador





.tags

. ajuda

. animais

. animais excepcionais

. animals

. anúncios

. artista

. astrologia

. ataques

. bi

. buppy

. cadela

. cães

. cão

. características

. carta

. citação

. curiosidades

. doente

. educação

. exposição

. gato

. golfinho

. joana

. lojinha virtual

. morte

. muschi

. olhar

. petição

. pinguim

. praia de mira

. raças perigosas

. saudadess

. scooby

. signos

. tobias

. troll

. tucha

. união

. vegetarianismo

. veterinário

. whiskas

. todas as tags

Este espaço vai ser uma voz para os nossos amigos, aqueles "irracionais" que são os mais racionais de todos... porque eles não têm voz, só alma e sentimentos que nem todos querem perceber...
Terça-feira, 8 de Agosto de 2006

Até sempre Muschi

Ontem à noite cheguei a casa do trabalho e a minha prima saiu de casa (era uma meia-noite e vinte mais ou menos) para me vir dar uma notícia... a triste notícia da morte do meu (nosso) Muschi. Gostava tanto daquele gato... acho que nunca tive nenhum que gostasse tanto, apesar de ele não viver em minha casa. Era tão fofinho, tinha um pêlo tão sedoso, preto com rasgos cinzentos... foi a cor invulgar dele que me apaixonou logo à primeira-vista.


Uma das primeiras fotos do Muschi


Mas agora tudo nele me apaixonava: a personalidade dele, brincalhão até não poder mais, sociável, não fugia de mim como os outros gatos da minha prima... os outros fogem sempre (à excepção da mãe dele, a Lucky), apesar de eu nunca lhes ter feito mal algum e até lhes fazer festas. O Muschi, se fugisse, era na brincadeira. Era só o que ele sabia fazer: brincar. Bem, e dormir. Nunca o vou esquecer. É um gatinho (sim, porque ele ainda só tinha quase 4 meses... ia fazer dia 15 de Agosto) que me vai ficar na memória pela sua personalidade dócil e por tudo o que ele sempre foi.

Estive com ele ontem de manhã, mais ou menos por esta hora, ao colo. Ele estava mole, tinha acabado de ser arrancado do seu sono pela puppydog. E ficou quietinho ao meu colo. Fiz-lhe festas no pêlo macio dele... depois pu-lo no chão ou em cima da mesa, já não sei bem.Mal eu sabia que iria ser a última vez que o veria e estaria com ele.

Quando recebi a notícia fiquei muito triste, claro, mas na altura não chorei. Mas mais tarde foi inevitável, ao lembrar-me das brincadeiras dele, do que ele fazia, do que ele era... do que eu perdi. Parece que estava predestinada a morte dele. Eu e a minha prima salvámo-lo de uma morte certa quando ele nasceu, quando eu disse que lhe dava comer, tratava dele, eles lá em casa só lhe davam abrigo (uma vez que o meu pai não podia sequer ouvir falar em ter mais um gato cá). Salvámos um gato excepcional. Mas não chegou a ter 4 meses de vida... e parece que já estava connosco há imenso tempo.



Quando recebi a notícia da tragédia, acabei por dizer à minha prima que talvez a minha mãe tivesse razão quando diz que mais vale não ter animais em casa... porque depois eles morrem e nós sofremos... mas, na verdade, não conseguiria viver sem estar rodeada deles. E como a minha prima muito bem diz, pelo menos damo-lhes um pouco de felicidade enquanto vivem. E tenho a certeza de que o Muschi foi um gato feliz enquanto viveu. Ainda ontem se enfiou dentro de um saco de plástico e depois noutro, na brincadeira.

Ele foi atropelado à porta de casa por um carro que nem sequer se dignou a parar... se calhar nem teve tempo! Os carros passam aqui quase à velocidade da luz... pois temos uma recta à porta de casa e os condutores – como grande parte dos portugueses – não respeitam velocidades máximas permitidas nem nada que tenha a ver com regras.

Ainda não há muitos dias também eu atropelei um gato... vinha do trabalho e não tive hipótese. Era de noite, o gato devia ter-se assustado com as luzes do carro e em vez de fugir para o outro lado foi-se enfiar debaixo do carro. Foi dos episódios mais horríveis que já vivi até hoje na minha vida... parei o carro imediatamente e as imagens que vi foram horríveis. O gato a contorcer-se todo... fui ao pé dele, mas não podia fazer nada. Só me lembrei de o colocar para a berma da estrada, para mais nenhum carro lhe passar por cima. Acho que nunca tremi tanto na minha vida, as minhas pernas tremiam como varas verdes e eu chorava, desesperada... choro que durou até casa. No dia seguinte ainda me dava vontade de chorar. Não tive culpa, mas não parava de me culpar pela morte de um ser vivo indefeso. Não sei como há pessoas neste mundo capazes de matar simplesmente por matar... e este que matou o meu Muschi nem se dignou a parar.

Uma das últimas fotos do meu miau...


Pelo que a puppydog me contou o Muschi não morreu logo, ainda ficou ali a mexer-se um bocado... (devia ser mais a contorcer-se com dores...) não deitou muito sangue. A parte que eu achei comovente foi que o irmão gémeo dele, o Sherlock, foi lá e estava a lambê-lo... eles não se podiam ver um sem o outro, quando um se dava sem o outro virava-se a miar. O Sherlock parecia saber que o Muschi ia partir... como podem dizer ou pensar que os animais não têm sentimentos, não percebem as coisas?

Só sei que amava aquele gato. Do fundo do coração. E ele vai sempre ser o meu gato, o meu Muschi. Se houver um céu para gatos, ele estará lá de certeza.

Kita

sinto-me: triste, com saudades do Muschi
ouvindo...: o silêncio das minhas lágrimas...
tags: ,
pegada deixada por Kita às 13:58
link da pegada | deixa a tua pegada | favorito
9 comentários:
De puppydog a 8 de Agosto de 2006 às 23:59
Olá amiga, foi realmente horrivel quando ao chegar perto do Mushi percebi que ele tinha sido atropelado, nem queria acreditar, ainda por cima eu tinha estado com ele a 3 ou 4 minutos... Esta noite foi um bocado agitada por causa do Sherlock, dormiu um bocado, mas depois pôs-se a miar...O Mushi era mesmo fofo e tão vivaço, nunca vi um gato com aquela mania de se atirar às pernas das pessoas...lol..., apesar de doer, era uma demostração de carinho...ele vai estar sempre na nossa memória, e nos nossos corações.Beijos
De sweetcaroline a 18 de Agosto de 2006 às 16:17
oix! tenho muita pena . também tou muito triste é k a minha tartaruga morreu, nem imaginas como fikei. nem seker sabia como dizer aos meus filhos. Axo ko muschi já estará no céu k de certeza k existe céu o para gatos, tambem deve existir céu de tartarugas...lol...beijinhos fica bem poke eu vou de férias,.
De Bia a 18 de Agosto de 2006 às 22:35
Olá amiga. Eu sei como te deves sentir. é sp mto triste qdo fazemos tdo para os salvar e dp eles morrem por uma razão ou outra. Mas pelo menos enquanto ele viveu deste-lhe mto amor e carinho e é isso que conta. Bjs
De Anónimo a 20 de Agosto de 2006 às 15:44
Ele está no céu dos gatos, sim!
Enviei a lista das marcas q usuam ou não os animais para testes para a minha lista de contactos.

És muito bonita Kita!

Beijos para ti!
De GNM a 20 de Agosto de 2006 às 15:46
´Lá em cima fui eu!

Beijos!
De DBZ-Tuga a 31 de Agosto de 2006 às 16:09
oi to a ver gostas muito dos animais ta muito fixe o teu blog continua ^_^
De pestinha_girl a 10 de Setembro de 2006 às 11:15
ola eu adoro animais mas os gatinhos sao tao fofinhos... o teu blog e muito fixe continua axim eu venho sempre visitar-te e sempre importante falar nos animais beijinhos
De bia a 6 de Março de 2007 às 20:40
kuase k xorei e n tou a gozar
De ana rita a 5 de Julho de 2008 às 18:07
os gatos sAO MUITOS FOFINHOS

comentar pegada